Instagram

quarta-feira, 23 de julho de 2008

sem saber que o fim já vai chegar

Lua-de-mel de casal paulista acaba em tragédia em Alagoas - 23/07/08

Eles se casaram no sábado. Todas as economias de tantos meses foram gastas em menos de 4h. Convidados bem vestidos, lembrancinhas do enlace... Tudo como deveria ser. Após a festa e intermináveis sorrisos, os agora casados queriam aproveitar os poucos dias que poderiam passar juntos e sozinhos num lugar bonito e sob uma lua doce, ao som dos pássaros que iriam embalar os momentos inesquecíveis com as suas canções de bem-querer. Sem pressa, pois esse era apenas o começo do fim dos seus dias, o começo de uma história sem fim. Era para ser, sim.
Na tarde de terça-feira foram nadar numa praia tão linda de se ver que eles pensaram ser um sonho. Água morna, vento solar. Era exatamente o lugar onde os dois queriam estar. Bom demais para ser verdade.
Mas toda beleza tem seus perigos... Há quem diga que existem coisas que acontecem porque deveriam ser, outros acreditam que é Deus que parece às vezes se esquecer.
E desde então, a cabeça da moça não para de repetir uns versos de uma música que ouviu um dia... "doce o mar, perdeu no meu cantar... E agora o amanhã, cadê?".

Texto meu, não necessariamente condizente à realidade.
Notícia disponível em Uol Notícias
Canções citadas: Conversa de Botas Batidas e Dois Barcos - Los Hermanos.

2 comentários:

  1. Conversa de botas batidas é justamente isso... um casal de velhinhos amantes que se encontram num prédio que desaba! os dois morrem... é óbvio. E é real! O amor é lindo.

    ResponderExcluir
  2. cenas que me lembram músicas bonitas me aquecem o coração, mesmo sendo tristes, as vezes =)
    ah o amor hehe
    beijoca scheylin

    ResponderExcluir