Instagram

quarta-feira, 31 de janeiro de 2007

A paz

Bel estava jantando.
Era sopa de letrinhas.
Ela queria escrever a palavra PAZ.
Mas já tinha comido o Z...

Indiferente

Ela nunca sabia quantos minutos tinham se passado. Certa vez, ela andava pela rua com seu guarda-chuva preto na mão esquerda. Dobrou a esquina, encostou-se no muro e sentou-se na calçada. Algumas pessoas passaram por ela. E nem perceberam. Mas ela via o mundo. E queria mudar o mundo Ah, o mundo. Então se levantou e prosseguiu, com seu guarda-chuva preto na mão esquerda e seus sonhos na cabeça.
Por Scheyla.

terça-feira, 30 de janeiro de 2007

O que mais importa

Enquanto ela voltava para casa, numa rua qualquer, viu uma criança virando restos num lixo de alguém. Então, sentiu no íntimo um misto de pena com compaixão. Mas estava garoando e ela não podia molhar a chapinha que tinha acabado de fazer no cabelo. Correu e pouco depois já tinha esquecido a cena de outrora. Chegou em casa e ligou a TV. Já estava na hora da novela.

Ai cai


:...
:.....
:.......
:..........
Foi como chuva de verão
Chegou e partiu
Sem explicação