Instagram

quarta-feira, 9 de julho de 2008

Sem remetente, sem destinatário

Alto lá! Não aja como se eu soubesse que seria assim. Se sim não, eu não teria mergulhado tão fundo no teu perfume . Ou sim. Mas não venha dizer Adeus. Há Deus, há tempo que passa, há saudade que dói e há despedida que não quero. Há que se ser triste para entender o sentimento de bem-querer. A mim ficam as horas de ilusão e os abraços de sentir o coração. Não, não me peça para devolver. Cada pedaço que não consegui colar do pranto, da agonia. Mas há o amanhã, e dizem que ele chega com roupa nova e florida. E eu deixo com você o ontem e o que eu não terminei de escrever, as reticências nas frases que te daria de presente no próximo dia de sol. Vai, e não precisa falar o que tinha decorado.
Já sei de cor a cor do seu olho e prefiro não mais ver o seu sorriso de bossa nova.


para ouvir: Rosa desfolhada - Toquinho e Vinícius...

Nenhum comentário:

Postar um comentário