Instagram

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Entre louças e sonhos

Mari, 54 anos, empregada doméstica.

Como você se define?
Eu sou a Mari cheia de manias, para quem tudo tem de ser certinho e que é exigente consigo mesma.


Mas em compensação...
Eu já fui bem pior. Antes eu não aceitava atrasos, agora meu limite de espera está em 15 minutos [risos]. Estou aprendendo e sofrendo menos.

Cite três coisas importantes para você?
Por ordem: saúde, amigos e dinheiro. No meu caso, que não tenho muitas coisas, as amizades são muito importantes.

Do que você gosta?
De viajar, de dançar, de jóias, de produtos de qualidade. Você conhece alguma empregada doméstica que trabalha com tênis da Nike? Eu trabalho. Oras, tenho que usar o que gosto enquanto posso, não concorda?

O que te anima em todas as manhãs?
Ter mais um dia, poder caminhar no [Parque do] Lago e sentir o ar fresco.



Reportagem completa publicada na edição do dia 27 de abril do Diário de Guarapuava.

Um comentário:

  1. Permitir atrasos e usar o que gosta faz toda diferença. Mari sabe viver.

    ResponderExcluir