Instagram

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Quatro quadras

Sem os óculos, preferi andar olhando mais para o chão, diminuindo os riscos de não identificar algum conhecido ou não enxergar o que deveria ser visto.


Foi quando me assustei ao bater numa das calças expostas do lado de fora da loja de confecções que tinha um locutor ao vivo e a cores. "Não perca nossas promoções, vista-se bem neste inverno por apenas dez reais", dizia ele, forjando uma voz de cantor da Expogua. Alguns passos adiante, um gari se locomovia como eu, mirando somente as calçadas, talvez por hábito e não por miopia. Então o bar deixou no ar o cheiro de fritura que remeteu ao óleo de soja utilizado mais vezes do que a vigilância sanitária recomenda no preparo das coxinhas. Na esquina, um moço vendia meias, tentando persuadir por meio de frases toscas. Tudo aconteceu em quatro quadras de um dia até então vazio.


Um comentário: