Instagram

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Trabalho

Em certos dias, Jorge não aguenta e chora até cansar a dor. Não derrama lágrimas somente pelas tristezas cotidianas, mas também pela cidade que não mais lhe abraça e, ao contrário: lhe mostra os dentes. Entre outras saudades, sente falta da imperceptível liberdade que tinha quando passeava e podia entrar na lojinha que bem entendesse. Ele perdeu uma das pernas sendo trabalhador, enquanto manuseava essas máquinas de deixar a cidade maior. Hoje, no Dia Internacional das Vítimas de Acidentes de Trabalho e de Doenças Profissionais, vale a lembrança.


Um comentário:

  1. Você tem um grande poder ao reunir suas belas fotos com belos textos: o de deixar a gente sem saber o que complementa o que, por ser tão bonito esse conjunto.

    ResponderExcluir