Instagram

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Os chapas

Chapa, no dito popular, quer dizer amigo, parceiro. 
Ser chapa, no cotidiano inadiável, é a ocupação de João Maria de Lima, 67 anos, mais conhecido como Galo entre os comparsas. 
Ele está pronto para todo tipo de atividade, como descarregar caminhões de areia ou trabalhar durante o dia em construções. 
A rotina é incerta, mas o jeito é sair de casa e ir se juntar aos outros no "ponto-dos-chapas", localizado no estacionamento do mercado, sempre torcendo para que algum serviço apareça. 
Galo diz que recebe aposentadoria de um salário mínimo, o que não supre todos os seus gastos. "Vez ou outra preciso gastar com algum imprevisto na saúde e também tem as coisinhas a mais que as crianças querem... é por isso que continuo fazendo isso", conta o João, que não ouve muito bem e tem os olhos cabisbaixos.


3 comentários:

  1. E é compreensível os olhos cabisbaixos.

    ResponderExcluir
  2. Enquanto isso... no palácio do planalto, continuamos a sermos governados por um bando de "filhos da ploutos"!

    ResponderExcluir
  3. Ir em busca do "incerto" não é o que fazemos todos os dias no nosso caminhar para o futuro???

    ResponderExcluir