Ambos

Com o interior forrado de florido, ela insistiu uma vez mais. As palavras, todavia, estavam surradas, como se há muito não fossem. Ele ali, frente à menina, esmagando o tempo com banalidades. Mesmo assim, se pudesse, ela empacotaria o instante para repetí-lo vez ou outra, principalmente nas tardes de terça. Um e outro são apenas dois na massa, entre tantos céus e séculos. "Adeus novamente", dizem, desviando o olhar.

Comentários

  1. Oi!
    Adorei seu blog!
    Eu também já tive um!
    Mas o teu inspira!
    Beijão!
    Joselito (Vagão do Conhecimento-Irati)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas