Instagram

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

doce vida amarga

Passam os dias. Inesperadamente tudo permanece sem alterações visíveis, ao som de melodias repetidas, sob um céu que sabe coisas demais para deixar de ser cinza. Cada vez é mais difícil trazer à memória momentos de ontem, ou do segundo que acabou de passar. "Viver pelo o que há de vir", eles não cansam de repetir. E aquele senhor da beira da estrada, com as mãos envelhecidas, enche os olhos de água quando começa a falar sobre como é a sua vida, e diz que vai continuar ali, só mais uns anos, ele e as suas batatas, para ver o que acontece. Uma hora algo de muito bom deve acontecer. Uma hora ou outra.


Na BR 277, próximo à entrada de Guarapuava.
Foto minha.
Esta foto não é pública. Todos os direitos reservados.

2 comentários:

  1. bom dia..

    parabéns pelo blogger..

    quando der visite o meu
    deixe recados

    abraços

    ResponderExcluir
  2. vida de horticultor ainda não vale a pena pra nossa cultura

    ResponderExcluir