Instagram

domingo, 10 de outubro de 2010

Isso não me cheira bem


É interessante perceber como as memórias se interligam com cenas, cheiros e objetos e tudo se ajeita de uma forma ou de outra para ficar bem escondido na caixa empoeirada que guardamos dentro de nós. De uma forma incrível aquele protetor solar me traz à mente o Carnaval de 1994, quando choveu todos os dias em que ficamos na praia. O cheiro do xampu de cereja me lembra os meses na cidade que parece uma bacia. O amaciante de embalagem azul ‘é’ uma tia minha, porque ainda na infância a visitei e senti o aroma vindo das roupas que estavam dançando no varal. O brilho labial de cappuccino - já deve ter saído de linha - lembra uma amiga do colégio e os segredos através das cartas. Cri-cri doce de nozes faz eu reviver um dia bonito do ano passado. E tem mais um monte de coisa.

4 comentários:

  1. Algumas cenas produzem sentimentos que geram lembranças que sempre voltam quando reonhecemos imagens, cheiros que remetem a uma cena que já passou.
    E, como cantam os palhaços do Teatro Mágico...
    "Retrovisor é passado, é de vem em quando do meu lado
    Nunca é na frente
    É o segundo mais tarde, próximo, seguinte
    É o que passou e muitas vezes ninguém viu
    Retrovisor nos mostra o que ficou
    O que partiu, o que agora só ficou no pensamento"

    ResponderExcluir
  2. Já passei por isso tbm... as gavetas do meu quarto, lá é onde quarto as memórias que eu tenho medo de perder se um dia vier a bater a cabeça muito forte... rss!

    ResponderExcluir
  3. pô, retalhos me lembram vestidos de festa junina, bigode de canetinha, porre de quentão... e a adolescência soprando insistentemente a chama da lamparina...

    ResponderExcluir
  4. A forma como descreve certas coisas. Vez ou outra me pego lendo seus retalhos e o mergulho que faços nos mesmos tentando entendê-los, tentando sentí-los me faz um bem danado, será por que?

    ResponderExcluir